notícias

Vacinação anual contra Covid-19 será uma realidade?

Secretaria de Saúde de São Paulo informa que imunização anual começará em janeiro de 2022, enquanto Ministério da Saúde não confirma

por Saúde Debate

19/07/2021
Sobre: Vacinação anual contra Covid-19 já começa a ser discutida no Brasil
Créditos: Master1305 / Freepik

A maior parte da população brasileira ainda não está completamente imunizada, mas já se discute a vacinação anual contra Covid-19. As primeiras doses foram aplicadas no país em 17 de janeiro deste ano e, após seis meses, há pesquisas em andamento verificando se a vacinação anual contra Covid-19 será uma realidade.


Nesta segunda-feira (19 de julho), o governo de São Paulo se antecipou e divulgou que haverá ciclo de vacinação anual contra a Covid-19 no estado a partir de 17 de janeiro de 2022, em um esquema parecido com o que acontece com a vacinação contra o vírus H1N1 (gripe).


Leia também - Terceira dose da vacina contra Covid-19: ainda não há estudos conclusivos, diz Anvisa


Leia também - "Sommelier da vacina" e o impacto na vacinação


Leia também - Posso escolher a vacina contra Covid-19?


Conforme a secretaria de Saúde de São Paulo, não há um estudo que comprove a necessidade de uma terceira dose das vacinas contra o coronavírus, em uma espécie de reforço, mas há indicação de necessidade de doses anuais para garantir a proteção. E isso seria diferente da dose de reforço. Por isso, o estado anunciou que vai se articular para garantir um novo ciclo de imunização a partir de janeiro do ano que vem.


A secretaria ainda informou que a vacinação anual contra Covid-19 deverá ser articulada também com o Ministério da Saúde.


Já o ministério informou, também nesta segunda-feira, que não há evidência científica sobre a necessidade da vacinação anual contra a Covid-19. A pasta recomenda que estados e municípios sigam o que está previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 (PNO).


* Com informações do G1 e do UOL


Leia também - Pacientes obesos com Covid-19 podem ter sequelas cerebrais, aponta estudo


Leia também - Pesquisa aponta os perigos da gordura abdominal associados à Covid



leia também