colunas

Simepar reverte multa de ação trabalhista em ações sociais

Valor de R$ 600 mil é relacionado a uma ação sobre contratação de médicos de forma terceirizada

por Simepar

19/07/2021
Créditos: 8photo/Freepik

O Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná – Simepar – irá reverter o valor de R$ 600 mil, resultado de multa decorrente de ação judicial trabalhista, em ações sociais diversas.


A ação trabalhista foi movida pelo Simepar contra o Município de Campina Grande de Sul, que contratava médicos e médicas de forma terceirizada. O Juiz José Roberto Gomes Junior, da 13ª Vara do Trabalho de Curitiba, determinou o fim da terceirização dos profissionais médicos em sentença de abril de 2018, ordenando a contratação por concurso público; além do pagamento de R$ 600 mil de multa pelo Município.


O Simepar e o Município de Campina Grande do Sul firmaram um acordo, que já foi homologado pela Justiça, em que ficou decidida a reversão da multa em uma dúzia de ações sociais, que vão do auxílio à médicos e médicas ao atendimento de crianças com neoplasia, entre outras tantas.


Dois projetos foram indicados pela Prefeitura de Campina Grande do Sul que se mostrou parceira na construção do acordo judicial.


Segundo o presidente do Simepar, Dr. Marlus Volney de Morais, as entidades e projetos foram selecionados por mérito e beneficência social. Também foram consideradas necessidades dos médicos e médicas afetados direta e indiretamente pela Covid-19.


Um dos projetos prevê o atendimento psiquiátrico para médicos e médicas. O projeto será executado pela Associação Paranaense de Psiquiatria – Appsiq. Também serão realizadas capacitações em gestão pública e em assistência e inovação em serviços de Saúde, voltadas aos médicos e médicas.


Serão ainda destinados recursos para a Associação Amigos do Hospital de Clínicas (HC-UPFR), para combate à Covid-19; para a Liga Paranaense de Combate ao Câncer; Lar Infantil Sol Amigo; Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro; Associação Espírita Beneficente Caminheiros do Bem; Associação de Atendimento e Apoio ao Autista – AAMPARA; Associação Padre João Roberto Ceconello; e Casa de Acolhimento Anjo da Guarda, de Campina Grande do Sul.


Leia mais informações do Simepar clicando aqui


Conheça outras entidades parceiras do Saúde Debate


leia também