colunas

Homem, a sua saúde depende de você

Confira o artigo de Osni Silvestri, médico cooperado da Unimed Curitiba especializado em Urologia

por Unimed Curitiba

17/11/2021
Créditos: DCStudio / Freepik

Cuidar da saúde é fundamental para a qualidade de vida e a longevidade dos homens e mulheres. Entretanto, eles são os que menos cuidam de si. Por isso, o mês de novembro é dedicado à conscientização em prol da saúde do homem. Mais do que falar sobre o câncer de próstata, a campanha visa reforçar para a população masculina que os cuidados com a saúde são imprescindíveis. 


Fatores que prejudicam a saúde do homem


De acordo com a pesquisa “Perfil da morbimortalidade masculina no Brasil”, realizada pelo Ministério da Saúde em 2018, os homens de 20 a 59 anos têm maior morbimortalidade comparados às mulheres da mesma faixa etária, principalmente por fatores externos. O estudo afirma que pessoas do sexo masculino estão mais envolvidas em situações de violência, uso de drogas e álcool, bem como estão mais expostos aos acidentes de trânsito e de trabalho. Além disso, eles não procuram os serviços de saúde – sendo um dos motivos disso o medo de descobrir alguma doença. E quando procuram ajuda médica não seguem os tratamentos recomendados. Alimentação inadequada, sedentarismo e maior suscetibilidade a infecções de IST/aids também prejudicam a saúde masculina.


Já segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os brasileiros vivem, em média, sete anos a menos do que as brasileiras. Eles também apresentam maior incidência de determinadas doenças como aquelas cardiovasculares ou diabetes, hipertensão, e ainda cânceres de pulmão, próstata e testículos. Esses dados reforçam a necessidade de desenvolver estratégias de educação em saúde voltadas para os homens e sua sensibilização a fim de que eles entendam a sua fragilidade e responsabilidade com a própria saúde. O homem deve cuidar do corpo, da mente e da alma.


Bons hábitos para viver mais e melhor


A adoção de hábitos de vida saudáveis é essencial para manter a saúde em dia. Confira as principais orientações para os homens terem mais qualidade de vida e longevidade:


1- Manter uma alimentação saudável, priorizando a comida de verdade, descascando mais e desembalando menos;


2- Controlar o peso corporal;


3- Praticar atividades físicas com frequência, sempre com orientação médica e, de preferência, supervisionada por profissionais de educação física;


4- Utilizar preservativo nas relações sexuais;


5- Realizar exames de rotina como: verificação da pressão arterial e do perímetro abdominal, teste de IMC, hemograma completo, testes de urina e de glicemia;


6- A partir dos 50 anos, o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Urologia recomendam consultas preventivas para detecção precoce do câncer de próstata com a realização do exame PSA (Antígeno Prostático Específico, em português) e do toque retal. Se alguém na família tiver histórico de câncer de próstata, esse cuidado deve ter início a partir dos 45 anos;


7- Visitar o seu médico periodicamente, mesmo quando ainda é jovem;


8- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas, cigarro e drogas;


9- Manter a carteira de vacinação atualizada;


10- Ir ao dentista regularmente;


11- Expor seus sentimentos e comunicar-se com familiares e amigos;


12- Pedir ajuda quando se sentir sobrecarregado e buscar apoio psicológico e psiquiátrico para o restabelecimento da saúde emocional e psíquica;


13- Buscar os serviços de saúde para prevenção e promoção da saúde, ou seja, proativamente, não apenas quando estiver com alguma doença. O diagnóstico precoce aumenta as chances de o tratamento de uma enfermidade ser mais eficaz.


* Osni Silvestri é médico cooperado da Unimed Curitiba especializado em Urologia


Clique aqui para conhecer outras publicações da Unimed Curitiba


Conheça as instituições parceiras do Saúde Debate


leia também