ARTIGOS CIENTÍFICOS

A relação da oferta e demanda na saúde

Por: Marcelo Rosano Dallagassa, Luiz Henrique Picolo Furlan, Marlus Volney de Morais

No setor saúde há uma intermediação singular entre a demanda (usuário) e a oferta (assistência) que tem vários determinantes. As razões dessa conformação peculiar decorrem da ideia de que a saúde não é semelhante à outros segmentos produtivos, e tanto a oferta como a demanda têm comportamentos singulares e não conseguem convergir isoladamente para o mercado, como se dá em outros setores (Viana et al., 2007).


Especificamente na saúde suplementar, que atende aproximadamente 25% da população brasileira, as relações entre os pacientes (demandantes dos serviços) e os prestadores (médicos, clinicas, laboratórios, hospitais) que oferecem o serviço estão intermediadas pelas operadoras de planos de saúde (OPS) que gerenciam os recursos para financiar estas ações de cuidados em saúde por meio da lógica do mutualismo.


Por Marcelo Rosano Dallagassa, Luiz Henrique Picolo Furlan e Marlus Volney de Morais - Núcleo de Inteligência em Saúde Unimed do Paraná 



segunda 18 outubro 2021